top of page
  • Whatsapp
  • Facebook
  • Instagram
  • Foto do escritorKombozza Marketing Propaganda Marcas e Patentes

Como o melaço de cana é feito?


A partir da cana-de açúcar podem ser extraídos vários produtos como o açúcar, o álcool, a aguardente e também o melaço.

O melaço de cana é uma fonte de carboidratos e minerais, incluindo cálcio, magnésio, ferro e potássio. Por essa razão, ele encontra diversas aplicações em vários setores do mercado.

Este subproduto é obtido por meio da concentração do caldo extraído da cana-de-açúcar, proporcionando um excelente custo-benefício para as indústrias.

O uso versátil do melaço e seus inúmeros benefícios despertam o interesse em relação ao seu processo de fabricação.

Neste artigo, abordaremos o passo a passo do processo de fabricação do melaço de cana e suas aplicações no mercado. Confira!


Passo a passo da obtenção do melaço de cana

O processo se inicia no plantio da cana, passando pela colheita, preparação, moagem, tratamento e, por fim, a produção do melaço. Veja a seguir os detalhes de cada processo:


Plantio da Cana-de-Açúcar

Antes do processo de plantio são necessários alguns cuidados, como a análise de solo, a escolha da cultivar e a formação de mudas sadias. Após a realização desses processos, é feito o plantio, que é uma etapa subdividida em três etapas principais:

  • Corte de mudas;

  • Distribuição no sulco;

  • Corte dos colmos em pedaços menores dentro do sulco;

  • Cobertura.


O processo de obtenção do melaço se inicia já no plantio da cana.


Colheita da cana-de-açúcar

Após a realização do plantio e de todas as etapas de cultivo da cana, é chegado o momento da colheita. É necessário fazer um planejamento para a colheita contendo alternativas que previnam situações como adversidades climáticas, sociais e administrativas.

A colheita deve ser realizada quando a cana atingir o máximo teor de açúcar possível. Essa operação deve ser planejada para que ocorra no pico de maturação da cultura, variando de acordo com o sistema de cultivo adotado, região, variedade, entre outros fatores.

No momento em que o canavial atinge uma altura de dois a três metros, ocorrerá a colheita. Geralmente, utiliza-se o método de colheita mecanizada, que consiste em cortar a cana, sem a queima do canavial. Contudo, a colheita manual também é uma opção.

Após a colheita, a matéria-prima é transportada por caminhões até a usina, onde será processada para obtenção do açúcar e, posteriormente, do melaço.


Preparo da cana-de-açúcar

Nessa fase, a cana é submetida a um processo de limpeza ou lavagem para remover palhas, sujeira e a maior parte das impurezas que poderiam prejudicar o processamento subsequente.

Após a preparação, a matéria-prima é picada e pulverizada para abrir as células da cana, tornando mais eficiente a extração do caldo.


Moagem ou difusão da cana-de-açúcar

Nesse momento, é realizada a extração do caldo e do bagaço que é feito fundamentalmente por dois processos: moagem ou difusão.


A extração do caldo pode ser feita por moendas. Foto: Embrapa.


No processo de moagem, a separação se dá por pressão mecânica dos rolos da moenda sobre a camada de cana desfibrada.

Já no processo de difusão, a cana é conduzida em difusores, com o intuito de que a sacarose adsorvida ao material fibroso seja diluída e retirada por lixiviação ou por lavagem em um processo de contracorrente. Nesse momento, é realizada uma operação de retorno do caldo diluído, com o intuito de reduzir a quantidade de água.

O bagaço é usado como combustível nas caldeiras da usina, graças à pressão exercida ao passar a cana entre dois rolos.

O caldo resultante das primeiras extrações, sem embebição (injeção de água para extrair o máximo de caldo da fibra), possui uma concentração de açúcar entre 94% e 97,5%, e é destinado à produção de açúcar e etanol, pois é a parte mais pura e de maior qualidade.

A extração final, que envolve a embebição, produz um caldo com cerca de 50% de açúcar, que é encaminhado para a destilaria.


Fabricação do açúcar e obtenção do melaço

Após a conclusão das fases de extração e tratamento do caldo, dá-se início à produção de açúcar. Isso é alcançado por meio da concentração do caldo, onde a água é evaporada em um processo de múltiplos estágios.

O xarope resultante é então transferido para os tachos de cozimento, onde ocorre o processo de cristalização do açúcar.

O cozimento é realizado em duas etapas:

  • Na primeira etapa ainda se tem a evaporação da água do xarope para a cristalização da sacarose. O resultado desse cozimento é uma mistura de cristais de sacarose com o licor-mãe.

  • Na segunda etapa é onde ocorre o processo de nucleação, em que são obtidos pequenos cristais de tamanho uniforme.

Por meio de centrifugação é feita a separação dos cristais de sacarose do mel, momento em que se obtém dois produtos: o açúcar e o melaço.

O melaço, também conhecido como mel final, é gerado na proporção de 40 a 60 quilos por tonelada de cana processada.

No Brasil, devido ao alto teor de açúcares totais e outros componentes, o melaço é amplamente empregado na produção de álcool etílico, sendo também utilizado em diversas aplicações biotecnológicas, como matéria-prima na fabricação de proteínas, na produção de rações, na preparação de levedura prensada para panificação, na síntese de antibióticos e também na agropecuária, sendo um importante suplemento alimentar de animais e potencializador de fertilizantes naturais.


O melaço é um produto muito versátil podendo ser utilizado na indústria e na agropecuária.


Como conservar o Melaço?

A correta conservação do melaço de cana é fundamental para manter seus nutrientes, características essenciais e garantir seu pleno aproveitamento em diversas aplicações.

As embalagens de melaço de cana são projetadas especialmente com esse propósito. Os modelos de plástico são altamente resistentes e inodoros, enquanto os de ferro são fundidos. Eles possuem alças reforçadas e tampas para impedir a entrada de água da chuva e a invasão de pragas, como é o caso das formigas.

Recomenda-se armazenar o melaço em local coberto, seco, fresco e bem fechado. Para aqueles que adquirem em grandes quantidades, a limpeza dos tanques e o armazenamento longe do excesso de umidade são essenciais.


Onde adquirir o melhor melaço?

Adquirir produtos de qualidade e procedência é essencial para a sua atividade, seja ela na pecuária ou na agricultura. O melhor melaço para seu negócio, você encontra na Melaços Brasileiros.


Na Melaços Brasileiros você encontra o melhor melaço do país.


A Melaços Brasileiros garante produtos de alta qualidade, com embalagens seguras e logística especializada, com experiência, segurança, confiabilidade e pontualidade.

A empresa conta com transporte próprio e caminhão truck (15/ton), além de contar com muitos parceiros de carga fechada (líquida/seca) ou fracionada (líquida/seca) distribuídos em todo país.


Conclusão

O melaço de cana é um produto natural que pode ser utilizado na alimentação animal e também como potencializador de fertilizantes naturais na agricultura.

Portanto, é essencial adquirir um produto de qualidade para garantir a alimentação adequada de seus animais e aumentar a produtividade agrícola. A Melaços Brasileiros oferece produtos de alta qualidade e procedência.

Entre em contato conosco para fazer uma aquisição sustentável para o seu negócio.


Fonte: Melaços Brasileiros

12 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page