top of page
  • Whatsapp
  • Facebook
  • Instagram
  • Foto do escritorKombozza Marketing Propaganda Marcas e Patentes

Cuidados com seus cavalos sob uma nova percepção: os benefícios da oferta de melaço de cana na alimentação dos equinos


O melaço, como produto da indústria da cana de açúcar tem ganhado cada vez mais adeptos na composição e oferta de planejamentos alimentares de diferentes categorias de animais. Isso está intimamente relacionado com os teores de energia que o composto oferece, além de sua ótima aceitação na estruturação básica das dietas de diferentes espécies.

Uma das categorias de alto interesse produtivo são os equinos, que representam um importante grupo para o melhor aproveitamento do melaço, fator esse relacionado à sua sensibilidade e, ao mesmo tempo, à sua robustez na absorção nutricional.

Considerando essas particularidades, o presente artigo traz informações relevantes na oferta de melaço para os cavalos em diferentes modalidades, considerando as particularidades da espécie, bem como os benefícios do uso adequado desse composto na alimentação.


Histórico dos equinos junto ao homem e suas particularidades nutricionais

A domesticação da espécie equina já tem mais de 5.000 anos, sendo que o habitat natural da espécie foi reduzido devido à proximidade em relação ao homem, alterando de forma considerável a sua alimentação. A inserção de amido e grãos de cereais na dieta desses animais foi e ainda é uma necessidade de conferir energia aos animais direcionados ao trabalho e ao desempenho esportivo.


Inicialmente, o uso dos equinos estava principalmente centrado no desempenho de trabalho árduo em propriedades, como animais de carga, ou até mesmo em campos de batalha e guerras. Essa domesticação e proximidade com o ser humano evoluíram ao longo do tempo, a ponto de, atualmente, serem considerados animais de companhia em alguns casos.


Cavalos estabulados constituem a realidade em sua maioria, o que requer um cuidado nutricional diferente.


A manutenção dessas tropas em centros urbanos, muitas vezes, restringe áreas de alimentação, reduzindo o espaço natural e exigindo que a espécie se adapte a uma nova realidade comportamental e nutricional. Nasce então a necessidade de concentrar as dietas em alimentos com maior densidade energética, introduzindo, assim, novos ingredientes, como grãos, farelos e até compostos peletizados.


Dietas equilibradas contêm alta concentração de grãos e forragem

O amido é a principal fonte de energia presente nos grãos, aos quais os equinos estabulados são submetidos à oferta contínua. A maior fonte de carboidratos nos alimentos provém da aveia, cevada e milho, complementando o equilíbrio proporcionado pela oferta de forragem, juntamente com compostos de vitaminas e minerais.


Nessa realidade, os cavalos apresentam baixa digestibilidade dos grãos de cereais, o que pode estar associado a evolução da espécie e aos hábitos alimentares dos equinos em vida selvagem. De fato, a absorção dos nutrientes no intestino delgado dos equinos tem limitações fisiológicas importantes, tendo maior aproveitamento energético em uma pequena porção fisiológica do indivíduo.


A oferta de amido precisa ser equilibrada com a oferta de fibras para uma dieta mais equilibrada para os equinos.


Por outro lado, no intestino grosso, a fermentação microbiana tem como produto principal o ácido acético, e, por isso, focamos especialmente na digestão das forragens ingeridas. Portanto, as fontes principais de energia que o metabolismo do equino aproveitará serão o açúcar proveniente de uma dieta de grãos adequada, juntamente com a oferta de forragem, e, consequentemente, o potencial energético do acetato.


O melaço na dieta dos equinos

Considerar o melaço como complemento na alimentação animal é uma alternativa eficaz, já que:

  • Melhora a palatabilidade e aceitação por parte dos animais;

  • Reduz a poeira, os riscos de aspirações e complicações respiratórias nos cavalos;

  • Favorece o processo de peletização ou formação de pequenos sólidos que facilitam a ingestão da dieta balanceada;

  • Melhora a vida útil do produto e, consequentemente, das fontes de energia e fibras associadas.

A boa utilização do melaço de cana na dieta dos equinos está na oferta de suplementação energética, palatabilizante e aglutinante nas rações. Associar esse composto a diferentes grãos, que têm particularidades específicas, afetará as respostas glicêmicas de maneira diferente, modificando o metabolismo dos equinos e sua absorção nutricional.


Os fatores nutricionais agregados ao bom emprego de melaço de qualidade têm potenciais benéficos para seus equinos.


Estudos têm apresentado resultados científicos que concluem que o tempo de consumo da dieta é diferente quando associado ao melaço, pois o interesse por parte dos equinos passa a ser maior e a fonte de energia também está disponível em maior escala.


Outro fator importante está no fato de haver similaridade entre o consumo de alimentação com inclusão do melaço e a alimentação em pastagens, onde o índice glicêmico natural dos equinos se manteve, demonstrando assim a segurança e os benefícios no consumo do melaço.


O tempo de consumo de concentrado com melaço é menor, já que a aceitação por parte dos cavalos é ótima, demonstrando, assim, que utilizar esse composto a fim de induzir os animais a aumentar o consumo da dieta, especialmente as ricamente fibrosas, é uma estratégia bem-sucedida.


Faça bom uso de um melaço de cana de qualidade

De fato, o bom uso do melaço requer conservação adequada do produto, oferta em quantidades ideais e ajustadas de acordo com a realidade da criação, fatores esses que o responsável técnico poderá avaliar e equilibrar bem.


Nesse sentido, oferecer melaço de cana para os equinos reduz o tempo de ingestão de dietas ricas em amido, aumenta o interesse dos animais em comer, mesmo quando submetidos a dietas ricas em fibras, e não afeta a quantidade de água que consomem. Além disso, estimula a fermentação no intestino grosso, o que leva a níveis mais baixos de pH e melhora a digestibilidade de forma geral.


E então, que tal introduzir melaço de cana na alimentação dos seus animais? Entre em contato agora com a Melaços Brasileiros e aprimore a dieta dos seus equinos com o melhor melaço do Brasil.


Por: Concelina Cássia Leme - Médica Veterinária formada pela Universidade de Marília (UNIMAR), desde 2013. Especialista em Microbiologia Aplicada e Imunologia com ênfase em análises laboratoriais e Patologia Clínica de grandes e pequenos animais.

5 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page